racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao -  - O que você não sabe a respeito do magnífico cão Chihuahua

O que você não sabe a respeito do magnífico cão Chihuahua

Origem e História do lindo pet Chihuahua

Há demasiada controvérsia no que tange ao nascimento da raça Chihuahua. Nos anos 900 havia um cachorro da raça Techichi, essa raça coabitava na mesma época dos Toltecas, e o Chihuahua pode ser descendente do Techichi. Consoante tratados arqueológicos, o Techichi estava em várias gravuras nas rochas dos santuários naquela localidade. Os Astecas concebiam os Techichi como uma espécie “santa”, por estes serem os líderes de almas das trevas.
De acordo com vários peritos, a constituição dos Chihuahua seria capaz de ser de uma época ainda mais antiga, no Oriente, conforme uma uma tradição das civilizações orientais, sendo esta espécie levada à América pelos navios que faziam comércio com os asiáticos.
O único consenso é concernente à denominação da raça: Esses cães eram negociados em negócios que eram localizados em um estado mexicano nomeado como “Chihuahua”. Já na metade do século XIX eram muito conhecidos nas regiões fronteiriças entre México e Estados Unidos, de forma que o primeiro modelo aprovado no AKC – American Kennel Club foi no ano de 1904.

Particulariedades da raça Chihuahua

Suas orelhas discrepam completamente do restante do seu corpo, porque este é mais comprido do que crescido, e elas são demasiadamente grandes. Seu rabo é arqueado em torno do seu dorso. Esse cão poderá ser achado em cores como o amarelo claro, areia, marrom e prata. Além de tudo, podemos também observá-lo nas cores sarapintada ou em apenas uma cor, e seu pelo pode ser curto ou longo, bem como ondeado.
A pele dessa espécie é alisada e flexível e as cadelas habitualmente são um pouco mais peludas e maiores. Todas as cores do cão são consideráveis, também todas as misturas de colorações e quanto mais excêntrico ele for, mais adorado eles irão ser. Porém, frequentemente achamos o Chihuahua na coloração rubi fosco.
Em função do tamanho, é fundamental ter muito cuidado com um Chihuahua dentro de casa em razão de serem pequeninos e frágeis, principalmente no momento em que são crias. Seu comprimento, tanto para o macho como para fêmea, fica entre quinze e 22 centímetros. É muito similar a um Dobermann e, inclusive, com um Aidi, contudo seu porte é extremamente inferior.

Psicológico do Chihuahua

Esta espécie é capaz de se afeiçoar, principalmente, a seu dono, sendo tido como um animal de um só indivíduo. Pode viver em harmonia com os demais cães, mas com alguém desconhecido ele não se dá muito bem. Por causa do seu porte, eles irão querer defender o seu dono, mas não serão totalmente eficazes. A sua personalidade difere: alguns espécimes serão muito descarados, outros mais reservados. Comumente é emotivo.
Bastante feliz, bem vigilante, muito eficiente e muito ágil. Por almejar tornar-se um excelente cão de sentinela, ele se encontra sempre em alerta. Apesar do seu porte pequeno, ele nunca é intimidado por nenhum cachorro, sendo capaz de partir para cima de um cachorro maior. É muito amoroso com o dono, embora não atura tranquilamente os desconhecidos. Se desconfiar de alguma coisa, ele irá latir até conseguir chamar a atenção para si.
Caso você queira ter um cachorro amável, fique bastante atento nessa orientação: você necessita de ser o padrão. Este animal espelha-se bastante em seu proprietário. Caso você tenha crianças pequenas em sua residência, é melhor refletir duas vezes antes de adquirir um Chihuahua. Esse cachorro não é bem tolerante com crianças bem pequeninas, sendo recomendável que você exclusivamente o obtenha se houver indivíduos crescidos em todo o seu agrupamento familiar.

A Superioridade da raça Chihuahua

Este espécime é bastante obediente e flexível, sem mencionar a sua capacidade intelectiva aguçada. O seu comprimento o torna um cachorro adequável em vários recintos, incluindo apartamentos, casas e sítios.
O Chihuahua é capaz de ser um cachorro complicado de adestrar, entretanto com um mínimo de tolerância e amor ao cão é possível. Eles reagem satisfatoriamente ao estímulo positivo e são capazes de, na grande maioria dos casos, ser treinados por qualquer tipo de procedimento. A socialização antecipada e ampla é bem primordial ao bicho.
Tudo que o Chihuahua pode fazer no que refere a se exercitar, que nem caminhar ou entreter-se, graças ao seu comprimento, é capaz de ser executado no interior de sua residência. Não há necessidade de grandes espaços para se obter um Chihuahua. Apesar disso, eles adoram, como as outras espécies, de efetuar passeios diários pelas ruas com seus proprietários.

Problemas usuais do Chihuahua

Chihuahuas costumam ser onívoros, ou seja, consomem qualquer coisa e é importante possuir um cuidado especial com a alimentação apropriada e balanceada pra eles. Todavia jamais exagere na porção! O fundamental é qualidade. Não ofereça para o seu Chihuahua doces e alimentos que contenham chocolate, esses alimentos são capazes de ser venenosos para seus órgãos digestivos, suscitando distúrbios de diabetes, obesidade e ainda mesmo levando certos cães ao óbito em situações mais graves.
Se o seu cão for gorducho, ele pode ter diabetes, sua vida útil irá encurtar e consequentemente eles terão complicações com suas juntas.
Muitos potenciais consumidores desta espécie buscam animais profundamente pequenos, entretanto é importante olhar, na hora da definição, se não estão enfermos ou subnutridos ou, caso sejam saudáveis, em algumas situações poderão ter uma vida curta e graves complicações de saúde. É importante, com o objetivo de se adquirir um cachorro saudável, sempre o alimentar com sua ração apenas, que deve ser própria para seu tamanho e suas necessidades.
Esta espécie, porém, é muito medrosa, invejosa e, vez ou outra, muito violenta.

Como cuidar de um Chihuahua

O Chihuahua é um cão animado, porém que é capaz de se exercitar disparando no interior da residência. Leve-o para um passeio com sua família, aproveitando o ambiente e deixando-o ir até um arbusto e mínimas parcelas de relva. Essa espécie é especialmente para morar dentro de casa. O quintal não é para esse cachorro. Ele detesta o frio e busca calor. Não é preciso grandes cuidados ou tratamentos para os seus pelos. Escove-o de duas a três vezes toda semana.
Um Chihuahua tem necessidade de muita atenção. Se você se manter afastado por muito tempo, ele é capaz de ficar bem infeliz até que você retorne, pois eles se simpatizam com muita vigor.
Nos passeios, jamais utilize coleiras, porém, sim, peitorais. Sem falar que este peitoral protegerá o Chihuahua de um Colapso na traquéia.
Alimente-o com ração com bastante carne. Para uma nutrição mais eficiente, assegure-se que o alimento contenha, ao menos, 30% de proteína e vinte por cento de gordura. Quanto menos fibra, melhor, de preferência menos de quatro por cento.

Os Filhotes do cão Chihuahua

Independentemente de sua anatomia pequena, os filhotinhos são muito ativos e travessos. Jamais deixe o seu cãozinho muito tempo em cima do colo, porque um tombo é capaz de acometer bastante, até mesmo aniquilar, o seu Chihuahua. Sua constituição física, ainda se desenvolvendo, pode ser bem machucada pelas constantes quedas.
Não é sugerido às pessoas que tenham crianças bem pequenas no lar possuir um Chihuahua como bicho de estimação. Todavia, caso escolha por adquirir um, duplique a sua atenção e nunca deixe uma criança desacompanhada com um Chihuahua.
Todavia os filhotinhos sempre lidam bem com outros espécimes, também brincando e correndo junto com eles. Todavia, ainda que divertindo-se, algum imprevisto pode acontecer, nessa situação certifique-se de que o seu espécime tenha um tamanho e físico parelho com seus “coleguinhas”. Banhos só carecem de ser ofertados logo após a última dose de vacinação, aos quatro ou cinco meses.
Verifique a proveniência do seu cão sempre, para que você não se arrependa futuramente. A proveniência é muito importante, pois, se os genitores são sadios, certamente as suas crias ainda o serão, porque existe o risco das doenças serem de genes.

Curiosidades acerca do Chihuahua

– Essa espécie possui uma vida mais duradoura, conseguindo resistir mais tempo em comparação as demais espécies. E o porte é capaz de interferir, pois o grande Dog Alemão geralmente possui uma vida menos duradoura e o nanico Chihuahua é capaz de superar os 20 anos. Sobretudo, é uma raça que não costuma ter problemas delicados de saúde. A grandessíssima celebridade dos EUA, Marilyn Monroe, estimava essa raça. Ela possuía variados animais de estimação: .