racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao -  - Você conhece o cachorro Collie

Você conhece o cachorro Collie

A proveniência do Collie é controversa. Uma suposição é que a raça teria a mesma base do Border Collie. Já o nome teria vindo de uma expressão gaélica que significa “útil” e descreveria a importância desses cães nos ranchos para os Celtas. Entretanto, somente passamos a ter registros dos Collies depois de 1800. Por causa de acasalamentos diferentes, havia neste período o tipo liso e o áspero.
Foi devido ao “Old Cockie” que possuímos o Collie do tipo áspero e, não apenas isto, como também por ter determinado a coloração castanho claro. O advento do Old Cockie ocorreu após 1867. Primeiramente, esta raça teve o seu ápice logo após a Rainha Vitória notar e se fascinar por esta espécie, fazendo com que toda a nobreza da burguesia e os tratadores de ovelhas se apaixonassem pelo Collie.
Em 1886 surgiu o padrão que representa a espécie até os dias de hoje. No mesmo período, como os cães pastores de ovelhas tinham ficado relevantes no continente americano, os conquistadores importaram Collies para a América. Posteriormente, o Collie encontrou um novo protetor, o escritor Albert Payson Terhune. Devido a suas narrativas, os Collies foram ficando progressivamente mais conhecidos. A estrela de TV Lassie, auxiliou a deixar o Collie áspero na espécie mais adorada da história.

Atributos da Raça Collie

O Collie é um cão grande, de estrutura esguia, mas resistente. A parte elevada do crânio é construída de forma aplainada com sobrancelhas convexas. A cabeça tem formato de cunha e o focinho pode ser circular, afinando para o nariz escuro, com um ligeiro stop.

Sua dentição costuma reunir-se com uma mordida que se assemelha a uma tesoura. Tem formosos olhos amendoados e de tamanho médio. Suas orelhas são curtas de ¾ com uma curvatura para frente. O cachorro dessa raça tem um pescoço muito extenso, corpo é relativamente mais comprido do que elevado. As pernas são retilíneas. A cauda é relativamente mais comprida do que alta.

A pelagem do Collie, constituída de pelo e subpelo, intensamente adequada à defesa contra temperaturas extremamente frias. Para evitar que a pelagem de seu Collie adquira vários embaraços e certos distúrbios de saúde, o aconselhável é que você escove, no mínimo, 3 vezes semanais.

Ele pode possuir três colorações diferentes: Azul merle, tricolor e marta. Nos EUA, inclusive existe a quarta cor: o branco. Independente de qualquer cor que possuir, a mancha branca a toda a hora está presente, seja nas patas, em sua juba ou na sua cauda.

O gênio da raça Collie

Sagaz, o Collie está na 16ª posição na escala de inteligência publicada no livro “A Inteligência dos Cães”. Beiram a excelência no que se refere ao trabalho. Mesmo que a perfeição seja apenas com a prática habitual, ao ensinar o Collie certos comandos, ele pode assimilar serenamente em até quinze repetições.
Todavia, para um melhor desenvolvimento, você tem que dar inúmeros estímulos para ele desenvolver o seu melhor potencial. Não é, de forma alguma, um cachorro que deva ser isolado no fundo do jardim. Os exercícios físicos não devem ser só para estimulá-lo mentalmente, contudo, inclusive, a fim de que ele queime bastante gordura e não fique com problema de excesso de peso.
Eles se destacam amplamente em competições de “agility”, pela sua característica, contudo, mesmo que tenham se destacado em atividades no campo, atualmente eles são excelentes companhias.
Extremamente calmos com crianças, os Collies são muito tolerantes ainda mesmo com brincadeiras mais “brutas”, desde que tenham tido contato com elas desde filhotes. Eles podem se habituar tranquilamente com outros bichos e com indivíduos estranhos.
Determinados exemplares podem ladrar intensamente e envolver-se em acidentes caso fiquem totalmente livres, pulando muros baixos para perseguir carros, ciclista, motos, etc.

Privilégios de ter um Collie

O Collie é um dos cães mais magnânimos do mundo. Ele ama deixar seu dono feliz, sempre dando amor a ele, além de ser extraordinariamente elegante e obediente. Seus atributos fazem com que ele seja realmente extraordinário. Amplamente da cidade, ainda podemos ver alguns espécimes existentes nos campos.
Os cães da raça Collie são leais, brincalhões, dóceis e defensores de seus familiares. Os Collies ainda costumam ter um estranho senso de direção. São afetuosos e de espetacular índole. quando você for levá-lo para passear ou correr, deixe que ele interaja naturalmente com outros cachorros e pessoas, deixando ele mais à vontade para sociabilizar. Não são cachorros de índole agressiva, porém tendem a ser suspeitos ou até mesmo traiçoeiros com pessoas que demonstram temor.
Eles preferem mil vezes um carinho do seu proprietário do que um amplo espaço para eles se deliciarem. Eles ficam acompanhando cada passo que o seu dono dá, observando e vigiando tudo a sua volta. Suportam mal uma vida em canil e costumam gostar de viver em apartamentos que tenham varandas.

Problemas usuais do Collie

Apesar de todas as variações de Collies serem fortes e sadias, existem alguns cachorros que apresentam problemas de saúde. Uma doença que normalmente é comum à raça é a denominada Anomalia Collie olho (CEA), uma enfermidade genética que ocasiona o desenvolvimento inconveniente dos olhos do cão, acarretando em uma provável cegueira, é uma doença muito comum na raça.
Outro distúrbio comum nos Collies, associado à cegueira, intitula-se Atrofia Gradativa de Retina, esta ocasiona uma Degeneração Bilateral da Retina, ocasionando uma perda gradativa da visão do cão.
Podemos citar, também, um grande número de problemas que são capazes de ser considerados genéticos, porém na realidade não são, como por exemplo, casos de epilepsia, inchaço, uma tendência para alergias e doenças da tireoide (especialmente hipotireoidismo). Não há nenhum tipo de verificação do DNA dos Collies, então não dá para afirmar se existem ou não outros modelos de doenças surgidas de distúrbios genéticos. Cabe aos criadores fazer o que puderem com o propósito de que as espécies tenham uma criação apropriada e todas as espécies surjam sem qualquer tipo de problema hereditário.

Cuidados da Raça Collie

Ainda que não pareça, o Collie de Pelo Extenso se habitua bem à vida interior, todavia prefere viver em ambientes abertos, em que pode praticar atividades físicas e descarregar toda a sua carga. Ensine o seu Collie o mais cedo possível a fim de que ele não comece a ladrar, a partir do momento que esta raça late com bastante intensidade.
Seu bonito pelo requer escovação constante, duas vezes semanais é o suficiente. Recomenda-se o uso de uma escova de cerdas e a orientação é escovar sempre na direção do pelo e nas costas.
Os dentes também necessitam de cuidados constantes, contudo podem cair em uma idade precoce. É aconselhável escová-los com bastante frequência e incitar sempre a mastigação para deixá-los saudáveis.
Uma ótima caminhada ou corrida com coleira e algumas atividades alegres são fundamentais todos os dias. O Collie é tão voltado para a convivência familiar que ele é muito mais feliz vivendo no interior de casa.

Os Filhotes do pet Collie

Essa espécie, quando bebê, tem bastante energia e são muito endiabrados. Assimilam tranquilamente, característica que deve ser aproveitada pelo proprietário para ter no lar um cão disciplinado e parceiro.
Caso eles se sintam ociosos, eles tendem a roer e morder os seus móveis. Portanto, a melhor coisa é proporcionar ao filhotinho brinquedos com os quais possa se distrair e longas sessões de atividades físicas e brincadeiras.
A pelagem do Collie ainda filhote altera muito até atingir a maturidade. Ele nasce com a pelagem sedosa e, com o passar do tempo, vai se tornando mais crespo até atingir a textura final.
Ao mesmo tempo em que dominadores, os filhotinhos de Collies são muito carinhosos e calmos, convivendo bem com os indivíduos. Porém, podem ser muito dominadores aos homens, por isso a importância do adestramento precoce.

Curiosidades sobre o Collie

O programa de TV “Lassie” tornou o Collie querido. A Lassie amparava um menininho chamado “Timmy” salvando-o de rios, areias movediças e, também, poços de minas;
– Se criados com muita insensibilidade e grosseria, o Collie é capaz de ficar deprimido e profundamente triste;
– A rainha Victoria possui seus créditos por tirar o Collie da impopularidade. Em 1860, ela foi visitar sua propriedade na Escócia e ficou admirada pela boa aparência e temperamento cordial dos Collies que ela viu. Ela importou um Collie para a Grã-Bretanha, fazendo com que esta raça se disseminasse ao longo de todo o país;
– Baba foi uma cadelinha da espécie Collie, sendo adotada pelo par Elvis e Priscilla Presley;
– No ano de 1903 Edgar Rice Burroughs, mais famoso por sua criação do corajoso Tarzan, tinha um Collie branco alcunhado Raja;
– Um proprietário encantado por seu Collie e bastante agradecido pelos anos de amizade e afeto resolveu compor uma canção intitulada “Bron Y Aur Stomp”, em homenagem à sua relação com o seu cãozinho Collie Strider.